Offline
DOE SANGUE - DOE VIDA
14/06/2024 11:28 em Brasil

Política Nacional de Sangue, Componentes e Hemoderivados tem por finalidade garantir a auto-suficiência do País nesse setor e harmonizar as ações do poder público em todos os níveis de governo, sendo implementada, no âmbito do Sistema Único de Saúde, pelo Sistema Nacional de Sangue, Componentes e Derivados – SINASAN, por meio da Rede de Serviços de Hemoterapia e dos centros de produção de hemoderivados (Art. 8º da Lei nº 10.205/2001).

Ao Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Atenção Especializada e Temática, entre outras coisas, compete coordenar as ações do SINASAN, fixar e atualizar normas gerais relativas ao sangue, nas áreas de atenção hemoterápica e hematológica, estabelecer mecanismos que garantam reserva de sangue, componentes e hemoderivados e sua mobilização em caso de calamidade pública, avaliar e acompanhar o desempenho técnico das atividades dos Sistemas Estaduais de Sangue, Componentes e Hemoderivados.

A Coordenação-Geral de Sangue e Hemoderivados (CGSH/DAET/SAES/MS) está comprometida com a missão de elaborar políticas que promovam o acesso da população à atenção hematológica e hemoterápica de forma segura e com qualidade, e realiza e desenvolve suas atividades em consonância com os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde. Na atenção hematológica, inclui-se a gestão da atenção às coagulopatias e a Política de Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias.

Além disso, compete à Secretária de Atenção Especializada e Temática, a gestão do Programa Nacional de Triagem Neonatal (biológica).

Promoção da Doação Voluntária

A doação de sangue é um ato altruísta e de solidariedade, que ajuda a salvar muitas vidas. É um gesto de amor ao próximo que pode gerar muitos sorrisos. 

É importante destacar que não há um substituto para o sangue e sua disponibilidade é essencial em diversas situações.

Seu consumo é diário e contínuo, já que a transfusão de sangue é necessária em diversas situações, tais como anemias crônicas, cirurgias de urgência, acidentes que causam hemorragias, complicações da dengue, febre amarela, tratamento de câncer e outras doenças graves

Agora que você entende a importância deste ato de solidariedade, faça a sua parte. Procure o hemocentro mais próximo e doe sangue regularmente. Ajude a salvar vidas!

Doar sangue
 

Critérios básicos para doação

Sangue
 
  • Ter idade entre 16 e 69 anos, (menores de 18 anos devem apresentar consentimento formal do responsável legal);
  • Pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar sangue se já o tiverem feito antes dos 60 anos.
  • Apresentar documento de identificação com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista e Carteira Profissional emitida por classe). São aceitos documentos digitais com foto.
  • Pesar no mínimo 50 kg.
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
  • Estar alimentado. Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue. Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas.

 

COMENTÁRIOS